Dia 28 de abril: Dia Nacional da Caatinga. Entenda mais sobre o bioma e sua importância

Na última quarta-feira foi comemorado o Dia Nacional da Caatinga, bioma exclusivo existente apenas no Brasil!


Um bioma é um grande espaço territorial que possui as mesmas caracteristicas físicas, geográficas, climáticas e biológicas. É caracterizado pela junção de vários ecossistemas interligados, havendo interação harmônica entre os seres vivos (animais, plantas e microorganismos) e fatores abióticos (corpo hídrico, solo e condições climáticas).


Parque Nacional Serra da Capivara (PI). Foto Eraldo Peres.

Você sabia que o bioma Caatinga é encontrado apenas no Brasil? Pois é! Englobando os estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia e parte de Minas Gerais, o bioma ocupa 11% do território brasileiro.


Caracterizada pelo clima semiárido e a vegetação com aspecto bem característico, com poucas folhas e troncos retorcidos, a Caatinga possui grande biodiversidade e importância ecológica, apesar de sua aparência "morta".


Por conta de sua importância ambiental e prezando pela sua preservação, foi criado através do Decreto de 20 de agosto de 2003, que 28 de abril, seja comemorado o Dia da Caatinga no país. A data foi escolhida em homenagem ao professor João Vasconcelos Sobrilho (1908 – 1989), um dos pioneiros nos estudos ambientais no Brasil.


João de Vasconcelos Sobrinho foi professor, engenheiro agrônomo e ecólogo brasileiro. É considerado pioneiro na área dos estudos ambientais no Brasil, e considerado uma das maiores autoridades em ecologia da América Latina.

Devido ao seu clima semiárido e localização geográfica, o bioma precisou se adaptar e desenvolver mecanismos de sobrevivência. Um desses mecanismos foi em relação a água.


A época de chuva ocorre no inverno, onde é possível ver a vegetação verde e com uma boa quantidade de folhas. Porém, com a chegada das outras estações, a época de seca começa e essa vegetação começa a perder suas folhas, tendo uma aparência "seca" e "sem vida", apesar de que continua viva. Esse mecanismo tem como objetivo evitar a perda de água armazenada.


A Caatinga possui cerca de 327 espécies endêmicas. São 13 espécies de mamíferos, 23 de lagartos, 20 de peixes e 15 de aves que são exclusivas da região. Já entre as plantas há cerca de 323 espécies endêmicas. Inclusive, a ave com maior risco de extinção do Brasil, a ararinha-azul (Anodorhynchus spix), vive na Caatinga. Só se encontrou um único macho na natureza dessa espécie.


Ararinha-azul (Anodorhynchus spix).
Foto: Admilson Gomes/Colaboração

Apesar de ser uma grande riqueza ecológica para nosso meio ambiente, estima-se que cerca de 40 mil km² da caatinga foi transformado em deserto pela ação desgovernada do ser humano. Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, no ano de 2016 havia o registro de 136 espécies ameaçadas e 46 espécies endêmicas ameaçadas de extinção neste bioma. Além disso, este bioma é um dos mais afetados pelo tráfico de animais.


Queimadas provocam desertificação na Caatinga e no Cerrado.

O Dia Nacional da Caatinga tem como um dos seus objetivos relembrar a responsabilidade para a promoção e organização de ações próprias para conscientizar a população sobre a importância desse bioma, cabendo ao Ministério do Meio Ambiente. Porém, é de extrema importância que essa conscientização de preservação dos nossos biomas seja lembrada todos os dias.


"O manejo sustentável da Caatinga é uma forma de exploração da floresta que garanta sua recuperação, regeneração e recomposição, visando à obtenção de benefícios econômicos e sociais, como geração de renda para os produtores, com a devida conservação da riqueza das espécies. É uma maneira de utilizar os recursos florestais da Caatinga com planejamento e respeito aos limites e à capacidade de carga do bioma, retirando dele apenas o que pode oferecer. " - Letras Ambientais

Chapada Diamantina, uma das unidades de proteção integral da Caatinga.

Que não seja esquecida a importância desse bioma 100% brasileiro!









14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo