O que você precisa saber para tornar o solo adequado para o plantio

Confira algumas dicas para tornar o solo adequado para o plantio


O solo, que é formado por minerais e matéria orgânica, serve de fonte de nutrientes para o processo de crescimento, no plantio. Desta forma, sua composição interfere diretamente nas plantações e a quantidade de nutrientes nele presentes reflete na produção agrícola. Solos ricos em nutrientes possuem grande fertilidade, fato positivo para as plantações.


Consequentemente, os solos pobres em nutrientes necessitam de adaptações para o cultivo. E para isso, várias técnicas agrícolas foram desenvolvidas com o objetivo de alterar e tornar o solo adequado para o plantio. Dentre as mais utilizadas na agricultura está a análise de solo.


A análise de solo é o único método que permite, antes do plantio, por meio da amostragem de solo, saber qual é a capacidade que o solo tem de suprir os nutrientes necessários para as plantas. É também a maneira mais simples, econômica e eficiente de conhecer a fertilidade da terra e ter base para recomendar as quantidades adequadas de corretivos e fertilizantes a fim de aumentar a produtividade das culturas e, consequentemente, obter o melhor retorno sobre os investimentos e o aumento do lucro.


A técnica indica os níveis de nutrientes da terra e possibilita o correto desenvolvimento do programa de calagem e adubação, além de poder ser usada regularmente para monitorar e avaliar as mudanças dos nutrientes que nela ocorrem.


Depois de feita a análise de solo e, de acordo com seus resultados, ter as estratégias já traçadas, existem algumas formas recomendadas para tornar o solo adequado para o plantio, melhorando seus nutrientes e aumentando o rendimento do terreno. São elas:


1- Verifique de quais nutrientes suas plantas precisam

Para obter melhores resultados, analise especificamente as plantas que você estiver plantando e descubra suas necessidades. Estas geralmente são expressas em três números “NPK”, que informam a proporção ou as quantidades totais destes nutrientes, nesta ordem.


2- Escolha fertilizantes provenientes de fontes orgânicas

A matéria vegetal e a matéria animal proporcionam o melhor tipo de adubo para o crescimento microbiano de longo prazo, mantendo o solo poroso e rico em nutrientes. Os fertilizantes produzidos em laboratórios costumam alimentar a planta sem melhorar o solo e, em alguns casos, podem até causar efeitos negativos.


3- Pondere usar estrume ou outra matéria orgânica

Existem opções mais baratas e não processadas, ao invés do uso de fertilizante industrializado, que podem ser encontradas em lojas de materiais de jardinagem ou em fazendas. Se optar pelo estrume, antes de usá-lo, permita que ele se decomponha por, pelo menos um mês, para evitar danos às plantas.


4- Faça seu próprio adubo

Para atingir a maturidade, normalmente, um novo composto leva de quatro a oito meses, No entanto, é possível acelerar o processo com adições de bactérias especiais. Este processo de longo prazo beneficiará tanto a textura do solo quanto seus nutrientes, se você estiver disposto a mantê-lo.


5- Adicione fertilizantes

Muitas plantações se dão bem com uma mistura de 30% de composto e 70% de solo, porém, as quantidades de fertilizante variam muito, dependendo da concentração. Por isso, siga as instruções específicas para seu tipo de planta em particular.


Defensores do método de “plantio direto” recomendam adicionar o material à superfície, para que ele se decomponha gradualmente no solo. Eles consideram esta uma forma mais natural e menos invasiva de melhorar o solo, embora os resultados completos possam levar anos para aparecer, além de demandarem uma enorme quantidade de matéria orgânica.


Uma dica para obter melhores resultados, é adicionar o fertilizante no outono. Durante a estação de crescimento, muitas plantas se beneficiam de uma “recarga” a cada um ou dois meses, mas isto também varia de acordo com as espécies e variedades.



6- Adicione oligoelementos

Muitos oligoelementos possuem efeito menos importante ou menos direto, mas que podem causar problemas de saúde nas plantas ou empobrecimento do solo, caso caiam abaixo dos níveis necessários. Para ter certeza da inclusão dos oligoelementos, misture areia verde, farinha de alga marinha ou azomite no solo, antes do plantio. Isto pode ser desnecessário no caso de plantações pequenas, a menos que suas plantas desenvolvam problemas de saúde.

Os oligoelementos mais importantes são o ferro, o boro, o cobre, o zinco, o molibdênio e o manganês e esses aditivos são naturais e apropriados para a agricultura orgânica.


7- Considere a rotação de culturas

Ao cultivar o mesmo tipo de planta no mesmo local, ano após ano, os nutrientes do solo são esgotados mais rapidamente. Como algumas plantas usam menos nutrientes ou até mesmo adicionam nitrogênio ao solo, uma programação rotativa de plantações anuais mantém os níveis de nutrientes mais estáveis. Para a agricultura, consulte um fazendeiro local experiente ou um escritório de extensão rural, já que o plano de rotação varia de acordo com as culturas disponíveis.

Também é possível considerar o uso de “cobertura verdes” de inverno, cultivadas para fornecer nutrientes para a plantação real, e cortar ou ceifar a safra pelo menos três ou quatro semanas antes do plantio da safra normal, deixando a cobertura verde no solo, para se decompor.


8- Considere a adição de fungos benéficos ou de bactérias

Se o solo for mantido bem aerado e receber muitos nutrientes, as populações microbianas crescem por conta própria, transformando a matéria morta vegetal em substanciais que poderão ser reutilizados pelas plantas. Mas para aumentar ainda mais a saúde do solo, é possível comprar adições bacterianas ou fúngicas, se elas forem adequadas para as suas espécies de plantas. O solo que já se decompõe rapidamente não necessita destas adições, embora não haja nenhuma regra geral para a quantidade a ser usada ou para quando parar de utilizá-la.

Você tem dúvidas sobre como tornar o solo adequado para o plantio? Entre em contato conosco. Será um prazer ajudá-lo!


Fonte: https://www.sacisolucoes.com.br/blog/o-que-voce-precisa-saber-para-tornar-o-solo-adequado-para-o-plantio/

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo